23 maio 2012 15h15

O SescTV exibe na sexta-feira, 1º de junho, às 22 horas, O Velho Vinil Novo, episódio inédito da série documental TEMPORAL, dirigida por Kiko Goifman e Olívia Brenga. Produzida em 26 capítulos, a série recorta o cotidiano das relações intergeracionais para mostrar um mosaico da vida e tudo o que pode ser eternizado com a diversidade de experiências. Amor, jogos, atividades físicas, sexualidade, cultura, culinária e comportamento são alguns dos temas abordados com linguagem sensível e divertida nesta série documental.

No episódio O Velho Vinil Novo, a dupla de diretores resgata a origem do DJs no País e reflete sobre questões relacionadas à permanência do uso do vinil pelos DJS, e as facilidades e dificuldades no acesso a materiais exclusivos, inéditos ou raros depois da globalização. São entrevistados os pioneiros da categoria Sonia Abreu, a primeira mulher DJ na década de 60 e 70, e Osvaldo Pereira, o primeiro em São Paulo, criador da “Orquestra Invisível”, Mayara Leme, a mais nova de todos, Tony Hits, dono de uma das lojas mais antigas de vinil de São Paulo, e Renato Cohen, produtor de Techno House brasileiro, requisitado dentro e fora do país.

No clube 220, localizado no edifício Martinelli, em São Paulo, Osvaldo Pereira, hoje com 68 anos e considerado o primeiro DJ brasileiro, criou a “Orquestra Invisível”, discotecagem feita com as cortinas fechadas para dar a impressão de que havia uma banda tocando ao vivo. Osvaldo Pereira é do tempo que entre uma música e outra havia um período em silêncio para a troca dos discos. “Comecei a trabalhar com dois toca discos, mas as pessoas pediram que eu continuasse dando o tempo entre uma música e outra”, recorda. “Era o momento usado para a troca de casais”, conclui.  Ainda na ativa, Osvaldo trabalha com equipamentos analógicos e digitais, e recorda histórias de sua carreira com seu filho e neto.

Sonia Abreu, a primeira DJ mulher do País, foi produtora musical da rádio Excelsior/Globo, entre 1968 e 1978. Ela também foi responsável pela produção das coletâneas Papagaio Disco Clubm e Excelsior Máquina do Som, pela Som Livre. A partir de 1977, começou a tocar na famosa “Papagaio Disco Club”, do empresário Ricardo Amaral. Depois de uma experiência extrassensorial com discos voadores, criou a rádio móvel Ondas Tropicais, transmitida de um ônibus com sofisticado sistema de som que perambulou por muitos locais conhecidos em São Paulo, como o Parque do Ibirapuera, a Praça do Pôr do Sol, no bairro de Pinheiros, e no coreto da Rua Augusta, no centro da cidade. Adepta convicta do material digital, Sonia relata histórias sobre suas dificuldades de adaptação à evolução de sua profissão.

Mayara Leme, 14 anos, a DJ mais nova da categoria, começou sua carreira aos 11 anos, quando acompanhou a mãe em uma balada. Diferente dos colegas de profissão mais velhos, ela tem paixão pelo vinil e quer trabalhar apenas com aparelhos analógicos. “Tenho um pouco de preconceito sim. Hoje em dia qualquer pessoa pode ser DJ com a facilidade dos equipamentos digitais. Quero provar minha capacidade usando o vinil”, argumenta.

SERVIÇO
TEMPORAL – O VELHO VINIL NOVO
Exibição: Sexta-feira, 01/6, às 22 horas.
Reapresentação: Sábado, 2/6, às 23 horas / Domingo, 3/6, às 22 horas. 
Direção: Kiko Goifman e Olívia Brenga.
Ano de produção: 2011
Realização: SESCTV
Produtora: PaleoTV
Classificação: Livre.

Sinopse:
Esse programa trafega pela diversidade de DJs na atual cena musical. Desde os pioneiros, que continuam embalando as pistas ainda hoje, muitas vezes acompanhados pelos filhos, até nomes como a primeira mulher DJ, Sonia Abreu, ou uma jovem de 16 anos que já arrasta multidões. 
Bailes, festas, Raves e até mesmo escolas de DJs. O vinil irá morrer? O digital chegou para ocupar todos os espaços? A resposta que o programa traz é a favor da convivência entre idades, gêneros musicais e suportes.

Sobre os diretores:
Formada em Audiovisual pela USP, com ênfase em montagem, Olívia Brenga trabalhou em curtas, longas e trabalhos para TV, nas áreas de edição, fotografia, direção e produção. Editou e foi assistente de direção da série HiperReal, com direção de Kiko Goifman. Foi assistente de montagem dos longas "Marighella" e "Contracorriente", e assistente de finalização de "Quanto Dura o Amor?".

Nascido em Belo Horizonte e radicado em São Paulo, Kiko Goifman se formou em antropologia pela UFMG e em multimeios pela Unicamp. Desde que entrou no mundo do cinema coleciona prêmios e obras. Entre a sua filmografia mais recente vale destacar “Olhe Pra Mim de Novo (2011)”, codireção com Claudia Priscilla, que foi seleção do 39º Festival de Gramado, vencedor do Prêmio Especial do Júri no Festival do Rio, além de estar entre os três melhores do Teddy Bear e Sessão Panorama do Festival de Berlim 2012. Outro destaque é o longa “FilmeFobia”(2008), vencedor do 41º Festival de Brasília, que rodou por festivais do mundo todo. Goifman também é autor do livro e CD-ROM “Valetes em Slow-Motion”, cujo tema central é a ideia de tempo no dia-a-dia da prisão.

Sobre o canal:
Um canal de televisão, 24 horas por dia dedicado à cultura, credenciado pelo Ministério da Cultura como canal de programação composto exclusivamente por obras cinematográficas e audiovisuais brasileiras de produção independente, conforme Portaria nº 137, publicada em 27 de outubro de 2010.
Sua grade de programação é permeada por espetáculos, documentários, filmes e entrevistas. As atrações apresentam shows gravados ao vivo com grandes nomes da música e da dança. Documentários sobre artes visuais, teatro e sociedade abordam nomes, fatos e ideias da cultura brasileira. Ciclos temáticos de filmes e programas de entrevistas sobre literatura, cinema e outras artes também estão presentes na programação.

Para sintonizar o SESCTV:
Aracaju, Net 26; Belém, Net 30; Belo Horizonte, Oi TV 28; Brasília, Net 3 (Digital); Campo Grande, JET 29; Curitiba, Net 11 (cabo) e 42 MMDS; Fortaleza, Net 3; Goiânia, Net 30; João Pessoa, Big TV 8, Net 92; Maceió, Big TV 8, Net 92; Manaus, Net 92; Natal, Cabo Natal 14 (analógico) e 510 (digital), Net 92; Porto Velho, Viacabo 7; Recife, TV Cidade 27, Rio de Janeiro, Net 137 (digital); São Luís, TVN 29; São Paulo, Net 137 (digital). No Brasil todo, Sky 3. Para outras localidades, consulte www.sesctv.org.br.

Informações para a imprensa
Foco Jornalístico – www.focojornalistico.com.br
Regina Cintra e Mônica Santos / (11) 3023.3940 / (11) 3023.5814
regina@focojornalistico.com.br
monica@focojornalistico.com.br 
SESCTV
Jô Santina – Assessora de Imprensa - 11- 2227-6525 ou 6500
josantina@sesctv.sescsp.org.br           

Junho / 2012.

assessoria de imprensa